FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

Yasmin Marques

Yasmin Marques tem 19 anos e é uma legítima Princesa do Solimões. A Miss Manacapuru 2019 é a representante ...

Com mistura de ritmos, P.A. Chaves faz Live Solidária no próximo domingo

TRIBUNAL ABSOLVE BI GARCIA

Em sessão online na manhã desta terça-feira (12), o Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) absolveu o prefeito de Parintins Bi Garcia (DEM) em processo que corria na corte. Bi Garcia respondia aos autos dese 2011, quando estava em seu segundo mandato, por irregularidades na aplicação de um convênio de tapa buracos com o governo do Estado às vésperas do Festival Folclórico. Absolvição se deu por unanimidade. A relatoria foi da desembargadora Nélia Caminha e foi acompanhada pelos demais magistrados.

IDAM SOB NOVA DIREÇÃO

Valdenor Pontes Cardoso é o novo diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento do Amazonas (Idam). O engenheiro agrônomo parintinense assumiu o cargo na segunda-feira (11), nomeado pelo governador Wilson Lima (PSC). Popularmente conhecido como `Bolacha`, Valdenor Cardoso já foi deputado estadual na década de 90, atuou na Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira - CEPLAC, órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento,  foi secretário de produção rural e Secretário Executivo da  Secretaria de Estado e Fazenda (Sefaz). Também foi secretário Municipal de Parintins, na gestão do ex-prefeito Raimundo Reis Ferreira.

"GRIPEZINHA" FAZ A PRIMEIRA VÍTIMA

O empresário parintinense, Geraldo Sávio, que também é presidente da Associação de Pesca Esportiva de Parintins, foi a primeira vítima do novo coronavírus no Amazonas. A "gripezinha", termo que o presidente república, Jair Bolsonaro, gosta de utilizar para se referir à Covid-19, pode fazer mais vítimas no município e, por isso, nas próximas horas, atendendo a um pedido do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia, pode decretar o toque de recolher, que deve durar por 15 dias.

LAVANDO AS MÃOS

Enquanto uns não respeitam a quarentena ou dedicam seus preciosos tempos criando e disseminando Fake News, um grupo de "loucos pela vida", liderado pelo médico Dênison Bentes, vem tentando fazer o diferencial neste momento. Criaram uma campanha chamada "Higieniza Parintins" e pretendem levar mais de 20 mil sabonetes para as famílias carentes de Parintins. A ação voluntária começou nesta terça-feira (24/03) e teve uma adesão muito positiva logo nas primeiras horas.

PAI D’ÉGUA

O apresentador do Boi Caprichoso, Edmundo Oran, em sua live, realizada no domingo (19), pelo projeto Bar do Boi em Casa, iniciativa do Movimento Marujada, arrecadou mais de R$ 3 mil, com transferências bancárias, revestidas em 57 cestas básicas. Além de levar a alegria e entretenimento aos amantes do boi-bumbá, a iniciativa tem ganhado adesão em prol de artistas e famílias carentes de Parintins. Sensibilizado com a necessidade que muitas famílias vêm passando, e também colegas de profissão, o apresentador ficou feliz por tantas pessoas terem abraçado a causa e contribuído, mesmo depois do fim da live, que durou 2 horas. Edmundo fez  a distribuição dos alimentos arrecadados na segunda-feira (20) e ainda aguarda outras doações que foram prometidas. O artista é um exemplo a mais de solidariedade e amor ao próximo em tempos tão difíceis, como esse em que estamos vivendo. Foto: Reprodução.

MAIOR PALHA

Diante de tantas notícias sobre Manaus, nas últimas semanas, principalmente por causa do aumento do número de mortes devido ao coronavírus, causando comoção em todo o país, uma postagem no Twitter, do diretor do filme Bacurau, Kleber Mendonça Filho, provocou polêmica entre os usuários. O tweet publicado em sua rede social, com uma foto do cemitério de Manaus com valas comunitárias dos mortos, veio com o seguinte comentário: "Manaus votou em peso nesse presidente". A publicação causou revolta na internet, principalmente aos manauaras, que se sentiram ofendidos diante do comentário, por acharem um desrespeito à  associação das valas comuns com o voto dado a Bolsonaro e com as famílias dos mortos. Muitos seguidores pediram para o diretor apagar a postagem, mas isso não foi acatado pelo renomado cineasta. Foto: Michael Dantas.