FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

arena
01/11/2015 às 18:57 h

Fast vence Manaus, conquista Copa AM e vai à Copa Verde

Fast conquista primeira edição da Copa Amazonas e quebra jejum de títulos que durava 44 anos. FOTO: Reprodução/FAF.
Fast conquista primeira edição da Copa Amazonas e quebra jejum de títulos que durava 44 anos. FOTO: Reprodução/FAF.

Desde o último título do Campeonato Amazonense, conquistado em 1971, o Fast Clube não sabia o que era levantar uma taça de campeão no estado. Após várias tentativas no estadual, enfim nesta sexta-feira, no estádio Carlos Zamith, na capital, goleou o Manaus FC por 5 a 2 e pôde comemorar o título da Copa Amazonas. Foram 44 anos de jejum. Os gols da vitória foram marcados por Jackie Chan (dois), Romarinho (dois) e Delciney. O Gavião descontou com Claílson e Purá.
 
O título da competição, que garante o time na Copa Verde de 2016, é uma espécie de exorcismo de toda a zica que o time carregou nesses anos sem levantar um caneco. E olha que as histórias não foram poucas
 
Mas o fato é que o time saiu da fila e, para os jogadores que participaram da campanha do título da Copa Amazonas, como o atacante Romarinho, artilheiro da competição, ao lado de Jackie Chan (também do Fast) com cinco gols, ressaltou a importância de ter sido um dos atletas a fazer parte da equipe que quebrou o jejum de 44 anos.
 
- Agora é comemorar porque o Fast estava precisando deste título. Aqui no Fast eu tive uma passagem muito boa no início do ano e graças a Deus eu tou podendo repetir e melhor ainda com o título, né? Agradeço a Deus e familiares que sempre estiveram perto de mim. Está aí, né? Este título que o Fast sonhava a tantos anos e deu certo hoje, graças a Deus. A gente vem sempre com o intuito de entrar para a história. De guardar nosso nome na galeria. Graças a Deus hoje o meu nome hoje meu nome vai está aí como campeão. 
 
Como a Copa Amazonas está em sua primeira edição, a única alternativa de competição local era o estadual. Desde que conquistou o último título, em 1971, o Fast bateu na trave várias vezes, para ser mais preciso, foram oito vezes com o título de vice-campeão. O último foi em 2012, quando perdeu para o Nacional.
Em 85 anos de vida, o Fast Clube conquistou seis títulos estaduais, colecionou histórias. Mas apesar de não ter tantos títulos amazonenses, protagonizou, em 1980, o duelo contra o Cosmos, time que o Pelé jogou, e arrastou mais de 50 mil pessoas para o antigo estádio Vivaldo Lima, onde foi construída da Arena da Amazônia e que foi palco de quatro jogos da Copa do Mundo.

Fonte: Globo Esporte Amazonas.

Nas melhoras baladas