FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

arena
03/05/2017 às 08:32 h

Seleções feminina e masculina de vôlei em Manaus


Manaus vai ‘respirar’ vôlei nos próximos meses. Isso porque, no dia 30 de maio, o público poderá conferir na Arena Amadeu Teixeira, na Rua Loris Cordovil, bairro Flores, zona Centro-Sul da capital, o embate entre Brasil x República Dominicana, pelo feminino, e no dia 15 de agosto tem Brasil x EUA, pelo masculino. Além disso, de 15 a 19 de novembro será a vez da praia da Ponta Negra, zona Oeste, sediar o Open de Vôlei de Praia, com a presença de campeões olímpicos.
 
O anúncio sobre os jogos de quadra e sobre o Open de Praia foi feito na tarde desta terça-feira, dia 02, e participaram da solenidade o diretor executivo da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Ricardo Trade, o titular da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Fabricio Lima, e o presidente da Federação Amazonense Vôlei (FAV), Tadeu Picanço.
 
Os jogos de quadra serão amistosos e vão servir de preparação para alguns campeonatos, como Mundial, Sul-Americano e Grand Prix. Ambas as partidas na Arena Amadeu Teixeira terão início às 20h (horário local), e o piso utilizado será o mesmo da Superliga de Vôlei, que ocorreu em Manaus em novembro de 2016, janeiro e fevereiro deste ano. O início e pontos de vendas de ingressos serão anunciados posteriormente. O Open Feminino e Masculino terá entrada gratuita e os horários dos jogos serão divulgados nos próximos meses. Para esta competição, uma arquibancada para cinco mil pessoas será montada no complexo de areia. O evento é válido pela terceira etapa da temporada.
 
A grande expectativa, agora, fica por conta da convocação dos nomes que vão disputar os amistosos de quadra. O certo, é que antes mesmo de saber quem vai atuar em quadra, o público já pode comemorar a presença do treinador da seleção brasileira feminina de vôlei e tricampeão olímpico, José Roberto Guimarães, e do comandante do time masculino Renan Dal Zotto. Os dois estarão pela primeira vez em Manaus frente aos times canarinhos.
 

CBV quer levar modalidade a todo o país

Para o diretor executivo da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Ricardo Trade, os eventos em Manaus representam a campanha da entidade em descentralizar o esporte e levar a modalidade para os quatro cantos do País. Ainda segundo Trade, a estrutura encontrada em Manaus e apoio da população em outros eventos já realizados, foram pontos relevantes para que a capital amazonense fosse presentada com eventos importantes do calendário.
 
“O Amazonas terá aqui, nos próximos meses, o melhor do vôlei. Teremos adversários aqui de renome, principalmente os Estados Unidos, que nos fazem melhorar como seleção. O nosso circuito de vôlei de praia, por exemplo, é o melhor do mundo tanto em relação a premiações quanto a jogadores, e nossa intenção é levar o esporte para todo o Brasil. Estamos felizes com as parcerias fechadas e posso dizer desde já que nosso vôlei, com apoio dos nossos patrocinadores, está pronto para o s treinamentos e ciclo olímpico que está pela frente”, disse.
 
De acordo com o secretário Fabrício Lima, as conversas para que a Cidade recebesse os amistosos iniciou no final do ano passado e a boa aceitação da população quanto a Superliga foi essencial para o sucesso da negociação. Além disso, o titular fez questão de ressaltar que 20% da bilheteria de quadra, que pertence à CBV, será repassada à Sejel, que fará a doação do recurso à Federação Amazonense de Vôlei (FAV).
 
“A Superliga foi um sucesso desde o seu primeiro jogo em Manaus. Rebemos aqui São Caetano, Praia Clube e Rexona, e a população abraçou os times desde a chegada no aeroporto. Isso causou uma ótima impressão à CBV e foi a partir daí que começamos a conversar sobre a vinda desses jogos, que tenho certeza que tambem serão bem aceitos pelo público. Pelos dois eventos, aliás, a Sejel terá direito a vinte por cento da renda e passaremos este benefício à Federação, com intuito de prestar apoio a entidade em relação ao seu calendário local”, destacou Lima.
 

Manaus é a cidade do vôlei

Conforme o secretário da Sejel, Fabrício Lima, várias ações estão previstas antes dos amistosos e do Open de Praia. Uma delas é uma palestra para Profissionais de Educação Física do renomado técnico José Roberto Guimarães. A presença do ex-jogador e campeão olímpico Emanuel também é cotada nos próximos meses. Todas as inciativas serão de prévio conhecimento do público.
 
O presidente da FAV, Tadeu Picanço, lembrou que em 2007 a Arena Amadeu Teixeira recebeu Brasil x EUA, pela Copa América do masculino, e o evento foi um sucesso. Na época, o resultado não foi positivo para o time canarinho, mas a revanche promete um final feliz para os brasileiros, ainda mais com o apoio da torcida. O titular ainda destacou a importância dessas competições para o crescimento do esporte no Amazonas.  
 
“Aqueles que gostam do vôlei e do esporte em geral não poderiam estar mais felizes com uma notícia como essa. Além dessas competições colocarem Manaus como centro da modalidade, elas ajudam divulgar nosso estado, são referências para a base e fortalece o esporte. Teremos aqui campeões olímpicos, técnicos incríveis, o próprio Zé Roberto Guimarães, que é um dos melhores do mundo, e tenho certeza que para 2018 ainda teremos muitas outras parcerias com a CBV. Convido a população a prestigiar e tenho certeza que dessa vez o Brasil sairá na frente, principalmente do velho conhecido Estados Unidos”, destacou.

Nas melhoras baladas