FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

foradailha
24/12/2018 às 11:08 h

AM celebra com equipe e Mestrinho é homenageado

Amazonino se confraterniza com equipe e faz homenagem emocionada a Mestrinho

Fotos: Secom.
Fotos: Secom.

O governador Amazonino Mendes agradeceu, nesta sexta-feira (21/12), aos secretários de Governo, pelo esforço de cada um, na reconstrução do Estado durante o mandato tampão. “Fizemos um Governo histórico em tão pouco tempo. Saímos de cabeça erguida”, definiu Amazonino. Na despedida da vida pública, Amazonino, que exerce o quarto mandato como chefe do Executivo, homenageou o ex-governador Gilberto Mestrinho, que lançou na administração pública. "Gilberto Mestrinho foi um homem sério, digno, honrado. O Amazonas nunca deveria parar de lhe render homenagens". 

Em um hotel, na zona sul, Amazonino ressaltou ainda que cada gestor fez parte do momento mais importante do Estado, uma vez que ao assumir o Governo, a máquina pública estava em situação pré-falimentar. "Vocês fizeram parte do momento mais importante da história nosso estado, dos últimos tempos, que foi exatamente este ano de 2018, que foi o ano de recuperação do estado do Amazonas. Vocês todos estão de parabéns, independentemente do meu ato de gratidão, eu acho que o estado do Amazonas deve muito a vocês". 

A administração foi vitoriosa, alcançamos o nosso objetivo. Vocês todos sabem que sou agradecido, comentou Amazonino. O governador disse também que cada gestor sai de cabeça erguida do Governo. "Nós todos que estamos, regozijados, tranquilos, com a alma clara e serena, neste país conturbado, neste país, onde ser político é sinônimo de falcatrua, de desonestidade, de indignidade. Nós saímos todos sem exceção de cabeça erguida desse Governo", declarou. 
 
Emocionado, Amazonino se despediu da vida pública rendendo homenagens ao ex-governador Gilberto Mestrinho, ao lado do filho do "Boto", João Thomé Mestrinho, secretário de Governo. "Me despeço da vida pública para lembrar a figura imorredoura daquele que foi o meu guia, meu pai político, minha figura inspiradora. Quero chamar seu primogênito homenageando o inesquecível Gilberto Mestrinho. Espero ter honrado o nome do inesquecível Gilberto Mestrinho. Um homem tão extraordinário, que, no momento da sua passagem, lembro-me nunca minha alma foi tão ferida quando eu via seu corpo inerte velado no Palácio Rio Negro. Eu enxergava ali não a queda de um homem. Mas a queda do meu próprio estado".


Gilberto Mestrinho era um homem sério, digno, repleto de amor à causa pública, um homem que embora tenha sido extremamente vitorioso, é injustiçado. O Amazonas nunca deveria parar de lhe render homenagens", finalizou o governador.

Nas melhoras baladas