FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

nailha
24/12/2018 às 11:17 h

Juizado da Infância interdita clube em Parintins


Prezados senhores, boa tarde. Venho por meio deste, informar o resultado da Ação Conjunta realizada na noite de ontem, (22/12), no horário das 23h às 04h, realizada no município de Parintins, por ordem do Juiz da Infância e Juventude da Comarca de Parintins, Dr. Saulo Góes Pinto e por  recomendação do Ministério Público, através da Dra. Lilian Nara Almeida, promotora da Infância e Juventude da Comarca de Parintins.

A Força Tarefa foi coordenada pelo Comissariado da Infância e Juventude da Comarca de Parintins em parceria com a Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Terras e Arrecadação, SEMASTH, CREAS e CRAS. 

A ação iniciou com a fiscalização da Festa “Baile da Gaiola” que vinha sendo monitorada pelos órgãos de segurança, após denúncia ao Conselho Tutelar. A festa acontecia no Clube de Campo Caprichoso, sem autorização da prefeitura, sem autorização da Secretaria de Terras e Arrecadação e sem autorização da Secretaria do Meio Ambiente. 

Na referida festa foram flagrados mais de 200 menores de idade, entre eles 17 crianças, estando a maioria deles em visível estado de embriaguês e sob uso de substâncias entorpecentes. Os organizadores da festa, após a chegada da Força Tarefa, evadiram-se do local pulando o muro e empreendendo fuga pelo Lago do Macurany.

Segundo relato dos próprios adolescentes a festa foi organizada pelas redes sociais e na festa havia a comercialização de bebidas (cerveja, cachaça, vodka) e drogas, entre elas maconha, cocaína, pasta base de cocaína, oxi e crack. 

Alguns adolescentes foram encaminhados ao hospital em coma alcoólico e quadro de overdose e segundo apurado pela polícia, duas adolescentes foram drogadas e abusadas sexualmente. 

O local foi interditado, toda aparelhagem de som (mesa DJ, mesa de som, caixas de som, microfones) foram apreendidos pela Secretaria de Meio Ambiente e o local foi multado pela Secretaria de Terras e Arrecadação. 

Os menores de idade somente foram liberados com a presença dos pais ou responsáveis, oportunidade em que os responsáveis foram notificados a comparecerem ao Ministério Público para os procedimentos cabíveis.

Os organizadores do evento, bem como os responsáveis do Clube foram identificados e serão indiciados pelos crimes de venda de bebida alcoólica para menores de idade (art. 243, do ECA); corrupção de menores (art. 218 do CP); tráfico de drogas (art. 33 da Lei 11.343/06); estupro de vulnerável (art. 217-A do CP) e demais crimes a serem denunciados pelo Ministério Público. 

Após, a operação continuou com a fiscalização dos estabelecimentos da Praça dos Bois e da Avenida Amazonas, principal avenida da cidade, tendo os estabelecimentos sido notificados quanto à altura e horário da utilização de som e cientificados que está proibida a interdição da Avenida Amazonas sem autorização dos órgãos competentes. 

Sendo o que tínhamos para informar, reitero votos de consideração e apreço. 

Atenciosamente, 

Parintins, 23 de dezembro de 2018


JOÃO VINÍCIUS TAVARES LAGO 
Coordenador do Comissariado da Infância e Juventude da Comarca de Parintins





Nas melhoras baladas