FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

foradailha
17/01/2019 às 09:10 h

Programas habitacionais terão lista pública

Instituições dão início ao processo de transparência da lista oficial dos inscritos nos programas habitacionais do Estado do Amazonas

Foto: Jander da Silva Souza/Seas.
Foto: Jander da Silva Souza/Seas.

Nesta quarta-feira (16/01), a diretora-presidente da Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab), Keilla Cunha, a secretária estadual de Assistência Social, Márcia Sahdo, e técnicos da Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) se reuniram para definição operacional que vai disponibilizar a divulgação da lista oficial de inscritos nos programas habitacionais do Estado, em cumprimento à Lei 4.767 de 11 de janeiro de 2019, sancionada pelo governador Wilson Lima, que torna obrigatória a divulgação da lista.

A reunião aconteceu na sede da Seas, no bairro Chapada, zona centro-sul. As gestoras das duas pastas definiram um Grupo de Trabalho (GT) composto por técnicos da área social das duas instituições e por técnicos da Prodam, que serão responsáveis pelos recursos técnicos para atualização da base de dados. Também serão convidados para  integrar o grupo os técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc). O GT já tem agenda de trabalho marcada para a próxima semana, quando serão definidos metodologia a ser utilizada e prazos.

De acordo com a diretora-presidente da Suhab, Keilla Cunha, a formação do grupo vai possibilitar celeridade ao  processo de transparência. “Para divulgar essa lista precisamos atualizar a base de dados e com o grupo teremos uma força-tarefa das três instituições que serão fundamentais para o cumprimento do que determinou o governador Wilson Lima”, destacou  a diretora-presidente.

Para a secretária de Estado da Assistência Social, Márcia Sahdo, existem dois pontos principais que embasam o processo de transparência nos programas habitacionais do Amazonas. O primeiro diz respeito aos que já estão inscritos, verificando se seus dados estão atualizados para comparar esses perfis com os critérios exigidos pelos programas de habitação voltados para as populações mais vulneráveis. “Nesse contexto, nós podemos colaborar com nossa experiência na identificação socioeconômica das famílias que são mais vulneráveis”, explicou. 

Outro ponto importante é verificar como irão se desenvolver as próximas inscrições nos programa habitacionais. A sugestão da Seas para facilitar esse trabalho é que o processo se inicie nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), que funcionam como porta de entrada para todos os que precisam de qualquer tipo de assistência social nos municípios. “E é aí que nós podemos entrar. Vamos trabalhar para que essas famílias que são atendidas nessas unidades tenham a prioridade dentro do programa de habitação do governo do Estado”. 

Márcia Sahdo, reforçou que o papel da Seas é dar suporte aos municípios para que os Cras estejam bem equipados para o atendimento das famílias mais vulneráveis que precisam de habitação. “Em Manaus, que concentra o maior número dessas unidades, iremos trabalhar em parceria com a Prefeitura para que essa identificação seja feita da melhor maneira possível, de forma transparente e para que essas famílias sejam encaminhados para a Suhab”.

Com a lista divulgada, qualquer pessoa terá acesso aos nomes inscritos e ordem de chamada para ser contemplado nos programas habitacionais do Estado do Amazonas.

Nas melhoras baladas