FOLHA DE PARINTINS Jornalismo Livre, Presente e Atuante

nailha
16/09/2019 às 17:07 h

Prefeitura oferece curso de Libras a servidores

Qualificação em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) na modalidade Libras Instrumental faz parte da política de formação continuada da prefeitura de Parintins para qualificar os profissionais que trabalham com alunos surdos nas escolas da rede municipal

Foto: Sebastião Janderson.
Foto: Sebastião Janderson.

A Prefeitura de Parintins está oferecendo o Curso de Libras Instrumental para gestores, apoios pedagógicos, professores de sala comum, monitores de atendimento educacional especializado (AEE), professores de recursos multifuncionais, pais de alunos surdos e equipe técnica da secretaria de educação.

A qualificação em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) na modalidade Libras Instrumental faz parte da política de formação continuada da prefeitura de Parintins para qualificar os profissionais que trabalham com alunos surdos nas escolas da rede municipal de educação para facilitar a comunicação e o conhecimento dos alunos e professores.

O prefeito Bi Garcia analisa como positivo o início do curso. “Nosso governo sempre priorizou a formação e qualificação profissional dos servidores da rede municipal de educação, para melhorar a cada dia a qualidade da educação do município com profissionais qualificados que atuam em nossas escolas. Isso faz parte de nossa política de valorização profissional e consolidação da educação que se destaca todos os anos a nível local, regional e nacional”, disse.

De acordo com  a professora de alunos com Transtorno do Espectro Autista, Andreza Bentes Mendes, que trabalha na escola municipal Waldemira Bentes, o uso da Língua Brasileira de Sinais é importante porque ajuda o professor a se comunicar com os alunos em sala de aula, facilitando o processo de ensino e aprendizagem. “Uma criança surda quando começa a frequentar a escola terá que aprender como todas as outras crianças os conteúdos previsto no currículo. Sem Libras, o professor conversa com o aluno surdo através de mimicas e desenhos, dessa forma a criança não conseguirá aprender nada”, destacou a professora Andreza Mendes.   

Para o secretário de educação professor João Costa a formação continuada cumpre as metas do plano municipal de educação.  “A formação continuada cumpre as metas do plano municipal de educação do prefeito Bi Garcia e ao mesmo tempo efetiva a educação especial na perspectiva da educação inclusiva e consolida a política e inclusão e valorização profissional”, completou.

O curso está sendo realizado na escola municipal Charles Garcia, aos sábados com oito horas aulas ao dia e é  ministrado pela professora Leni Maria Soares Gomes que é graduada em letras pela Universidade do Estado do Amazonas e pós-graduada em Libras com docência no nível superior pela Educanorte.

Nas melhoras baladas